Sergio Henrique Homem

Os pecados vascaínos na Libertadores 2018

Acabou o sonho (ou seria ilusão?) de uma disputa digna do Club de Regatas Vasco da Gama nesta edição da Copa Libertadores da América. Não bastou apenas raça, vontade e determinação. Faltou aquele “algo mais” que raramente vemos passar em São Januário nos últimos 18 anos. Da esperança de um ano melhor ao choque de realidade, listo aqui alguns dos pecados vascaínos :

1) Não existe mais aquela coisa de que “ a camisa pesa”, “tiramos a diferença em nosso estádio”, “vai levar na raça”, etc.. Ou o time tem o mínimo de qualidade ou ficará sempre sujeito a este tipo de chacota em rede nacional. O adversário de ontem não fez força para ganhar e outro agravante: Os destaques deles foram jogadores que tipicamente aparecem com mais desenvoltura quando enfrentam “moleza”…ficando mais evidente o porque nada deu certo ontem;

2) Como o time do Vasco da Gama acha que vai conseguir jogar com uma defesa tão ruim? O que falta para que Paulão seja banido do clube ? O que falar do seu companheiro de zaga (Werley) que nunca deu certo em lugar algum iria ser bom reforço para jogar uma libertadores?

3) Finalmente alguém encobriu Martin Silva em um chute do meio da rua. Demorou muito para o goleiro Vascaíno ser pego nesta situação. Infelizmente foi ontem em meio a mais uma vergonha. A falta de combate tanto dos volantes quanto da defesa contribuíram demais para isso;

4) Falando em volantes do Vasco…como pode Wellington seguir como titular? Para que trouxeram Bruno Silva ? O que de tão grave os garotos da base vascaína fizeram que sempre esquentam o banco e nunca merecem uma chance ?

5) Quando Riascos vira solução para algo de positivo é o sinal derradeiro que muita coisa está errada pelos lados de São Januário. O que esperar de um cara que SEMPRE briga com a bola e que para produzir algo de bom erra umas 23495 tentativas antes ?

Poderia falar mais uma vez sobre a direção do clube estar confusa, poderia também falar que o elenco foi montado pelo ex-presidente do clube que vendeu alguns jogadores que poderiam ter mudado o panorama do elenco. Mas nada disso irá adiantar. O jogo contra os bolivianos já deveria ter servido de lição e ter ligado o sinal de alerta. Agora é tarde…hora de juntar os cacos e pegar o que ainda tem de forças para jogar o brasileiro com o mínimo de dignidade e evitar mais uma vergonha ao final do ano.

O quanto Você Gostou do Post?

Deixe Seu Comentário