Gerson Vianna

O Vasco não tem nada a perder

Vasco e Universidad de Chile são as equipes mais fracas do grupo e entraram em campo ONTEM para buscar surpreender e se classificar.

A Universidad de Chile é uma equipe bastante experiente e conta com jogadores com passagem pela seleção chilena, como Johnny Herrera, o volante David Pizarro, o meia Jean Beausejour e o atacante Mauricio Pinilla, de passagem apagada pelo Vasco.

A vitória seria muito importante para o Vasco seguir com o sonho de uma classificação, mesmo sendo apenas a primeira rodada. Tecnicamente é um grupo muito difícil, em que pontos perdidos em casa certamente foi uma grande tragédia para o Vasco.

Infelizmente, o Vasco não fez valer o mando de campo. Teve atuação fraca e não conseguiu desenvolver o seu jogo. As substituições também não surtiram o efeito desejado. Não parece correto colocar a culpa na virose que acometeu parte do elenco. Sabe-se da limitação e inexperiência da equipe do Vasco. Esta combinação destes fatores, atuação ruim dos seus principais jogadores e a desatenção na marcação foram determinantes para a derrota em casa.

A torcida vascaína tentou ser vibrante, mas com o tempo a empolgação pela estréia na fase de grupos deu lugar a apreensão. A equipe chilena se mostrou mais equilibrada, o árbitro teve uma atuação condescendente e o jogo se arrastou com pouquíssimas jogadas perto das balizas. Numa falha infantil da zaga do Vasco, após uma cobrança de lateral, a equipe visitante achou o gol da vitória.

O Vasco não disputava a Libertadores desde 2012. Por isso, a sua torcida deverá comparecer em bom número para empurrar o seu time nas próximas partidas contra Cruzeiro e Racing em São Januário. O Vasco não tem nada a perder e o sonho vascaíno segue firme: “RUMO AO TRI”.

O quanto Você Gostou do Post?

Deixe Seu Comentário