Rodrigo Lodi

O Desempenho do Vasco poderia ser melhor

O Vasco dos sonhos: como seria o elenco ideal do Gigante da Colina

Número excessivo de atletas e falhas na gestão levam o Vasco a maus resultados.

Um time que tem a folha salarial de em média R$ 4,5 milhões, venceu dois estaduais e chegou em uma Libertadores nos últimos quatro anos. Analisando num primeiro momento, pode se dizer que foi um bom resultado, tirando o fatídico rebaixamento de 2015.

Esse “bom” desempenho muito se deve pela determinação dos jogadores do Vasco que, mesmo sabendo das suas limitações e dos salários atrasados, se esforçaram e chegaram em sexto lugar do Brasileirão do ano passado. Por incrível que pareça, somos o time brasileiro com a menor folha salarial na Libertadores.

Se gostou desse desempenho fique sabendo que poderia ser melhor, gastando o mesmo se tivéssemos uma gestão minimamente decente.

Já imaginou um Vasco com Alan Kardec, Anderson Martins e Diego Souza? Se acha impossível para realidade do Vasco atual, basta saber onde o clube coloca seu dinheiro para perceber que pensar nesses nomes não seria tanta loucura assim. Na defesa por exemplo: temos seis zagueiros (Breno, Paulão, Erazo, Werley, Ricardo Graça e Luís Gustavo). Será que é necessário tanto zagueiro assim? Ricardo mal joga e Luís Gustavo nem sonha em entrar em campo. O que é melhor, ter um zagueiro mediano/fraco e um que nunca joga ou contratar um bom para ser titular?

Para que muitos jogadores ruins se somando os salários de todos eles podemos pagar por um de qualidade? Na lateral esquerda temos quatro jogadores (Ramon, Henrique, Fabrício e Alan), enquanto na direita temos Rafael Galhardo e Pikachu que vem atuando mais como meia avançado, tem algo errado aí.

Na posição de volante ocorre um grande desrespeito com a nossa categoria de base. Para que ter Bruno Paulista e Bruno Silva que mal são relacionados? Temos Cosendey e Andrey entre os profissionais, além de Desábato e Wellington que são titulares. Será que sem os dois Brunos não daria para contratar alguém para ser titular?

Do meio para frente, acredito ser satisfatório ter Rildo, Kelvin, Paulinho, Paulo Vitor, Pikachu, Giovanni Augusto, Thiago Galhardo e Evander. Mas é fato que alguém precisa ser contratado para suprir a futura venda do Paulinho, que é a única forma do Vasco fechar no azul esse ano.

Mesmo jogando com apenas um atacante, vejo um grande erro no planejamento do Vasco, pois temos Ríos, Riascos, Caio Monteiro e Hugo Borges – esse último jovem promessa da base. Será que não é melhor ter um bom atacante que seja titular absoluto e dar espaço para base em vez de ter Ríos e Riascos que não são unanimidade?

Esses são alguns questionamentos que tenho sobre o gerenciamento do futebol Cruzmaltino.

O quanto Você Gostou do Post?

One Response

  1. Marcello Hipólito 21/04/2018

Deixe Seu Comentário