Rodrigo Rebechi

Análise do elenco vascaíno

Estreamos no Campeonato Brasileiro com mais uma vitória sofrida, nos acréscimos, sobre o Atlético/MG. E com um Campeonato Carioca encerrado e já com dois jogos pela Libertadores nas costas, podemos fazer uma análise do elenco e ver até onde poderemos ir. Vale ressaltar, claro, outros fatores para essa análise, como falta de recursos, a bravura dos jogadores e o comando do Zé Ricardo. Mas é nítido que nosso elenco é fraco e fiz esta análise por setor.

GOLEIROS: Martin Silva, Gabriel Felix e João Pedro

Martin é o titular incontestável, apesar de algumas vaciladas recentes. Tem experiência, moral com a torcida, etc. O problema é o reserva. Gabriel Félix está MUITO FORA DE FORMA, já demonstrou que não tem condições de ser goleiro do Vasco. João Pedro é mais goleiro, pelo menos aparentou nos jogos dos juniores. Mas se Zé julga novo pra assumir a reserva, deveríamos trazer um reserva pro Martin. Com a iminente ida dele para Copa e apresentação em maio, teremos problemas sérios.

LATERAIS: Rafael Galhardo, Pikachu, Henrique, Ramon e Fabrício

Na direita estamos fritos. Galhardo não é jogador para o Vasco. Pikachu hoje é um dos melhores jogadores, mas peca na marcação. Consideramos ele mais meia que lateral. Precisávamos de mais um lateral pela direita. Na esquerda, Ramon é o dono da posição quando voltar da lesão. Henrique segura a onda e Fabrício nem deveria ter sido contratado. É mais um salário inútil pago, já que para terceiro lateral, o Alan Cardoso.

ZAGUEIROS: Paulão, Erazo, Werley, Ricardo Graça, Luis Gustavo, Breno

Tirando Breno e Ricardo, que pode evoluir se melhor conduzido, os demais zagueiros somados não dão um. Luis Gustavo provavelmente não será mais utilizado. Paulão é refugo de primeira linha do Inter. Erazo não tem vaga na zaga limitada do Galo, que preferiu apostar na base. Ideal seria liberar esses (Werley cabe ser reserva) e pegar um decente pra ser titular.

VOLANTES: Andrey, Cosendey, Desábato, Wellington, Bruno Paulista, Bruno Silva, Marcelo Mattos

Sim, achamos um baita jogador. Desábato caiu como uma luva na equipe e nas graças da torcida. Andrey e Cosendey poderiam ter mais chances. Wellington renovou pelo nome e pela oportunidade de assinar sem pagar o passe, mas é limitado demais. Bruno Silva nunca vimos, mas convenhamos: 30 anos e sem destaque em nenhum time grande é para preocupar. Mais um comendo dinheiro do clube. Bruno Paulista foi um esforço feito em vão. Muito limitado, canela de vidro e se acha. Menos um em junho. Ah, O Mattos é nosso novo fisioterapeuta. Sabe tudo de Cappres.

MEIAS: Evander, Wagner, Giovani Augusto, Tiago Galhardo, Lucas Santos, Lucas

Sim, o torcedor não leu errado. Temos só isso de meias ofensivos. Sendo que o Lucas Santos não é nem relacionado ( e deveria, pois tem muito potencial), Wagner é um salário alto e não vale o investimento. Giovani Augusto é um forte candidato a Cappres. Evander, infelizmente, não dá. É lento, fominha, se esconde do jogo. Joga quando quer. Tiago Galhardo é um jogador útil. Boa contratação. O Lucas, que veio do Boa Vista, é uma aposta que pode dar certo.

ATACANTES: Paulinho, Riascos, Rios, Rildo, Paulo Vitor e Caio Monteiro

Tirando Paulinho, que é fora de série, e Rildo, que é experiente, veloz e malandro. Temos problemas. Falta o 9. Aquele que sabe dominar uma bola, girar e bater. Que saiba cabecear Que saiba fazer o pivô. Riascos é legal, torcida simpatiza com ele, mas é um bonde. Não consegue jogar. Não é jogador de VASCO. Num time de menor investimento, talvez. Rios é voluntarioso, brigador, mas não é o cara. E deve sair em junho. Paulo Vítor e Caio sempre que entram não tem correspondido. Eram pra ter jogador mais no Carioca. Zé poderia dar chance ao Marrony que tem feito gols na base. Ou temos que trazer alguém incontestável. Kardec tá aí.

O quanto Você Gostou do Post?

Deixe Seu Comentário